Calvin & Hobbes

Hobbes: Então sua professora não sabia que vc tinha rasgado a calça, e ela te obrigou a ir ao quadro resolver um problema de Matemática?
Calvin: Isso resume bem.
Hobbes: Que horror! E o que vc fez?!
Calvin: Eu não tive opção. Fiz balei branca pra classe inteira.
Hobbes: Por isso vc voltou mais cedo pra casa?
Calvin: Três professores e o diretor não conseguiram restaurar a ordem.

Eu leio Calvin e Haroldo desde não sei quando. Não sei mesmo. Mas faz muito tempo, antes mesmo de descobrir que o nome, original, é Calvin & Hobbes. Lembro bem de achar fantástico o Hobbes ter vida apenas para o Calvin e quando alguém estava por perto, ele simplesmenter ser um bicho de pelúcia, inanimado.

Sempre achei que o Hobbes simplesmente se transformava na pelúcia, apenas para não ser “descoberto”. Quem não faria isso? Várias das ‘artes’ quem realizava era ele! Inclusive, com o próprio Calvin, jogando balões d’água e bolas de neve nele, ou empurrando-o pra dentro de uma poça de lama.

Calvin: Ontem dei uma rasteria em um garoto e ele caiu na lama. Foi hilário.

Hobbes: Não sei. Esse tipo de humor é tão duvidoso.
Calvin: Você não fez direito. Vem aqui e me dê uma mão.

Eu já não era mais criança e ainda gostava de acreditar que o Hobbes podia conversar com o Calvin. Várias das falas dele não poderiam ser imaginadas apenas pelo Calvin, afinal, ele sempre balanceia o pensamento e a “moral” da tira. Ele é muito mais tranqüilo com relação às garotas, por exemplo, e por isso, curte mais algumas coisas.

O problema é que a gente cresce. A gente racionaliza as coisas e perde a parte lúdica da vida. Envelheci e deixei de acreditar que o Hobbes falasse e andasse. Simplesmente não fazia mais sentido um bicho de pelúcia ter vida. “OK, como explicar então o fato do Calvin ter um balão d’água estourado na cabeça?”. E a minha mente adulta[erada], sem imaginação e racionalista, diria: Liberdade poética do autor.

Calvin: Eu escondi um balão d’água embaixo desse turbante! Genial, não?
Hobbes: Aposto que a toalha vai ser útil.
Calvin: Por quê?

É triste isso. De verdade, gostaria de retomar esse espírito lúdico. Comprei [mais] um livro do Calvin recentemente e me esforcei em acreditar que o Hobbes tomava vida. O máximo que consegui foram pequenos lances de que algo ali poderia realmente acontecer. Mas a minha cabeça, adulta[erada], não consegue mais “desligar” esse modo.

Dizem que a nossa vida é cíclica. Quando passamos dos 40 – 50, voltamos a ser adolescentes. Quando chegamos aos 70, somos como crianças. Espero chegar à fase onde poderei ler Calvin para as crianças e dizer: “Sim, é verdade. O tigre dele fica ‘de verdade’ quando ninguém está olhando. Aliás, tenho um bem aqui comigo, guardado na minha mochila, que também faz isso. Querem ver?”.

Anúncios

9 Respostas para “Calvin & Hobbes

  1. AMEI! AMEI! AMEI!

    Só não gostei do fato de vc não acreditar no Hobbes. Ele é de verdade sim! Adoro tigres! Queria tanto que meu tigrão fosse como o Hobbes! Sagaz o bichinho, sagaz!

  2. Lou, acredita que tenho tirinhas do calvin que recortava de jornais? AMO!

  3. Ah! Cheguei a pintá-lo na parede do meu quarto, uma tirinha sobre a folga das férias… Se eu encontrar a foto no meio das minhas tranqueiras, te mostro, tá!

    Beijo.

  4. O Hobbes SUPER existe.
    Eu quase consigo ouvir o sotaque dele.

  5. Ai Ga,seu blog é muito legal!Adorei o post do beijo
    Quanto ao Hobbes, mesmo nao sendo fã eu nao vejo problema nenhum com o fato dele falar..quer dizer, é ficcão entao ta valendo.

    Vc não se assusta com filmes de terror -meninas saindo da tv ou seila o que?-. se vc se assusta é pq se alguma forma vc acredita na ficcão.

    deixa de ser velho e tentar racionalizar as coisas.
    ainda sim seu blog é mto legal
    adorei.bjo

  6. eu ainda acredito que o haroldo acorda junto com o calvin.
    beijo,
    paula. (manzo)

  7. olá! tenho 15 anos sou de portugal , teho 7 livros dele, e leio o calvin ha 8 anos… e simplesmente AMO, AMO AMO E AMO, nao ha mais palavras para o descrever… e sim eu acredito que o hobbes exista mesmo.. pelo menos tento acreditar… e sinto-me mais feliz assim 🙂

  8. pois é… 🙂 as vezes penso que o hobbes é o lado mais sensato do calvin. como que o outro lado do calvin… mas prefiro esquecer-me disso logo a seguir 😛 o calvin é diferente , é tao esperto, tao unico, ja dei por mim um pouco deprimida por ele nao existir mesmo. mas enfim, ele ao menos nunca vai morrer 🙂 estou a meio do ”ha tesouros por toda a parte”, ate agora e o que eu tou a gostar mais, ainda so li 6 completos, mas posso dizer que AMOOOOOOOOOOO este garoto 🙂

  9. Calvin e Haroldo sempre foram uma paixão, e fiz algumas pesquisas sobre essas personagens para tentar entender como uma pelúcia poderia ganhar vida e aprontar tanto.
    Cheguei a conclusão que não precisaria entender…

    Esse dois lindos possuem seus diálogos insanos inspirados em teorias de dois grandes e contraditórios filósofos, Thomas Hobbes e Calvino. Então pensa assim…filosofia é a abertura para imaginar e divagar sobre tudo e qualquer coisa…a própria proposta do autor permite que a gnt dê vida ao tigre, caso contrário, esses mesmos diálogos entre adultos não fariam com que a gente pensasse tanto.

    Amo os dois, tenho todos os livros que foram lançados aqui no Brasil e já me perguntei várias vezes se não estava sendo idiota em ter tanto interesse nessas tirinhas, mas parei de racionalizar! Gosto de acreditar que está aqui para dar a chance de pensarmos diferente…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s