Há curativo que dói mais do que a ferida

Ao subir a rua de casa, a cada passo, o esparadrapo do curativo em minha perna puxava um pouco mais minha pele, tornando o meu andar algo muito incômodo. Não agüentei e antes mesmo de chegar o fim da subida arranquei-o.

Apesar da ferida ter ficado sem sua ‘proteção’, eu podia caminhar normalmente, sem parecer o Kevin Spacey em “Os Suspeitos”. OK, reconheço que a ferida era minúscula, mas a orientação médica foi para que eu a deixasse protegida!

Como 90% das coisas que eu penso acabo filosofando, um tratado veio à cabeça: há curativos que doem mais do que a própria ferida. Já vi muitas pessoas feridas [física, emocional e ‘espiritualmente’ falando]. E após a ferida ter sido aberta, parecia que a dor da cura, ou a dor do curativo, era o que mais doía.

Quando temos um ferimento assim, exposto, há algumas alternativas para tratá-lo. As três quatro que considero principais são as seguintes:

1 – Deixar o curativo agir: sabe a dor de Merthiolate ardendo na ferida? Pois é. Eu sempre achei que se arde, é porque funciona. Dar ponto em pele rasgada/aberta também dói. Enfim, o curativo pode doer tanto quanto ou até mais do que a ferida. Mas ele cura [o próprio nome já diz]. O problema é que há pessoas que não gostam do curativo. Não gostam que seja colocado alguma coisa que lembre o quanto a ferida dói, ou o quanto doeu aquilo que fizeram a ela. Aí é que entra o próximo ponto.

2 – Deixar a ferida sem curativo: essa é uma opção e bem válida. Eu mesmo, diversas vezes, preferi não colocar nada em cima, fosse Band-Aid ou algodão com esparadrapo, para a ferida ‘respirar’. O corpo fica incumbido de se curar, seja coagulando o sangue, ou criando tecido que recompõe aquela parte aberta. No entanto, o processo leva muito mais tempo. Talvez esse seja o tipo de ferida na qual as pessoas dizem “Com o tempo, passa”. O problema é que a qualquer momento, alguém pode relar, sem querer, na sua ferida e o escândalo do “alguém me feriu” recomeça. Por isso, o 3º ponto

3 – Ficar ‘tocando’ na ferida: isso acontece quando a pessoa fica o tempo todo encostando na ferida, cutucando e dizendo: Olha, é aqui que estou machucada [cutuca a ferida]. Olha, esse é meu machucado [cutuca a ferida]. Olha o que fizeram comigo [cutuca a ferida]. Ou pior, Olha o que você fez comigo [cutuca a ferida com mais força ainda]. A pessoa não deixa nem o curativo agir, ou o tempo dar conta do recado. Ela fica lembrando o tempo todo da ferida, e colocando, ela própria, o dedo naquele local. Cada vez que ela cutuca a própria ferida, ela se abre novamente. No fundo, ela gosta da atenção que as pessoas dão, por haver um ferimento ali. Imagine um corte no seu braço, profundo, e dia-a-dia você enfiando seu dedo até o fim da ferida. É assim que muitas pessoas fazem com sua ferida, seja ela em qual categoria for.

De qualquer forma, uma decisão é tomada. Pode ser que uma ferida tenha sido causada e você tenha apenas uma pequena parcela de responsabilidade. Mas à partir do momento em que ela está aberta, a cicatrização e cura cabe apenas a você. Se ela não fecha, se ela fica exposta ou se curativo age, a única pessoa responsável por isso é você.

Update:
Há uma 4ª relação com a ferida, que uma amiga comentou. Logo depois de feita, é necessário lavá-la. Água, sabão e esfregar. Parece que vai abrir mais ainda, porém é um procedimento extremamente necessário. Melhor que seja você. No hospital, por exemplo, eles esfregam a queimadura, corte, o que for com bucha mesmo, esfregando até ‘arrancar pele’. Mais um motivo para você cuidar de sua ferida. Se deixar nas mãos de outro, pode ser que não a tratem do jeito que você gostaria.

Anúncios

2 Respostas para “Há curativo que dói mais do que a ferida

  1. Sábias palavras Gabriel.
    Já tinha pensado mais ou menos nisso, mas não dessa forma organizada e clara.
    Feridas nos ensinam bastante, mas creio que como a curamos é o que mais importa no final das contas.
    Parabéns pelo texto! (;

  2. …MtOo bom seu textO….

    foi tdo tão claro ki…ateh imageenei…o.O

    como sou mto frescurenta pra essas coisas di cortes…sangue….fikei com mta aflição…

    mas…gosteiii do textO..

    BjOo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s