Era o início e o fim de uma mesma história

Selina tomou o 3º copo, a quantia exata para alterar-se, e do outro lado do mundo perceberam. Era o início e o fim de uma mesma história. Apenas não sabiam disso.

Não havia explicação. A única possível é que estavam tão conectados quanto irmãos gêmeos. No fundo, eram almas gêmeas, mas seus corpos não sabiam disso. Ele, preso a um mundo na qual ela já não fazia parte. Ela, excitava-se com a nova vida, novos amigos e uma cidade que nunca sacia. Era a primeira vez que ele sentia-a dessa maneira, sem tê-la ao seu lado para ler seus olhos. Já não era mais possível ver seus olhos pegarem fogo. Já não era mais possível que seus olhos a fotografassem. Ela pertencia a outro mundo, outras pessoas, outra realidade. Percebeu que o sentimento, apesar de forte e presente, era vazio.

Suas almas eram gêmeas.
Mas seus olhos, suas peles e seus corpos nunca souberam disso.

Anúncios

Uma resposta para “Era o início e o fim de uma mesma história

  1. cara…que animaaal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s