Eu nunca tinha visto essa combinação… sublime

Foi a criança mais linda que eu já vi em toda a minha vida. Ouso dizer que a pessoa mais linda. Era um menino negro, com síndrome de Down. Eu nunca tinha visto essa combinação… sublime.

A primeira vez, ele estava com um violão de brinquedo no colo, sentado no banco da janela da lotação. Não lembro se ele me viu, mas eu não conseguia tirar os olhos dele. Quando vi que a mãe reparou nisso e me olhou estranho, dei um sorriso amigável, como quem diz “Parabéns. Seu filho é lindo”. Perguntei pra ele se tocava violão e ele disse que sim. Ficou meio acanhado, mas aquele pouco bastou para eu nunca mais esquecê-lo. Eles desceram um ponto antes do meu.

Imagine então o dia em que o encontrei de novo. A mãe dele me reconheceu e cumprimentou. Ele se ofereceu para segurar minha mochila. Desliguei o iPod, enrolei os fones e ele esticou a mão, com a palma virada para cima, para eu entregar-lhe o aparelho. Não hesistei. Entreguei sorrindo, ele abriu minha mochila, guardou e levou uma bronca da mãe… “Ô rapaz… te ensinei que não pode ir abrindo assim”. Eu sou mestre em estragar os filhos dos outros e respondi: “Tem problema nenhum… Qual seu nome?”
– Gabriel
– … [segurei o choro] Que nome bonito… sabe, eu também me chamo Gabriel.
Ele abriu o sorriso, junto com a mãe, que nesse momento se levantou, pois o ponto deles estava chegando. Ele envolveu os braços no meu e apoiou a cabeça um pouco abaixo do meu ombro.
– Gabriel, vamos! A gente vai ter que descer.
– Não.
– Gabriel, vamos!!
– Não
“Minha senhora, eu vou descer nesse também”.
– Mas é o seu ponto?!
“Claro… como não seria?”
Eu estava atrasado, mas, naquele momento, fazia muito mais sentido não deixar o Gabriel causar com o motorista da lotação do que chegar no horário no escritório.
Descemos os três, ele de mãos dadas comigo. Só soltou-a em dois momentos: primeiro para cumprimentar um segurança na calçada, que parecia ser amigo dele de longa data. Nos 4 ou 5 quarteirões que caminhamos, ela me disse que ele tinha 8 anos e que eles moravam em Paraisópolis. Contou também que tinha mais 3 filhos: uma de 25, uma de 20 e um de 13.

Na segunda vez que em que ele soltou minha mão foi para se despedir de mim. Eu agachei, ele se aproximou, me deu um beijo e disse “Tchau, amigo”. Eu não consegui responder. Mas Gabriel é do tipo que entende que certas lágrimas dizem mais do que qualquer “Adeus”.

Anúncios

10 Respostas para “Eu nunca tinha visto essa combinação… sublime

  1. De tirar o fôlego! =’)

  2. MEACABEI! Lindo! Lindo.

    Uma vez me encantei com uma garotinha no metrô, toda pintadinha de catapora. Brinquei com ela, que ficou toda tímida mas ria das minhas caretas.

    Passei 2 semanas com catapora, mas o sorriso dela valeu a pena.

  3. lou.. sei não, viu?!
    eu comento só pra te dar o hit, mas nem sei o que dizer… perfeito!

  4. Lindo lindo!!!! como crer em acaso…se isso parece um plano sequência dos melhores da vida!!!!

  5. sem palavras, só certas lágrimas.

    tenho um vizinho especial, o rodriguinho, esperto e carinhoso.
    teve uma época q ele se apaixonou por mim. foi bem qdo mandei pintar a casa. ele ficava com ciúmes dos pintores, não queriam que entrassem aqui! olha a encrenca! rs

  6. Quem não conseguiu segurar o choro foi eu.
    Lindo, cara!

  7. Puxa, fiquei emocionada com o seu post!
    É realmente maravilhoso quando a vida nos proporciona esses encontro sinérgicos com pessoas tão especiais!

    beijos

  8. Chorei também.
    =´]
    mas obrigada!

  9. Querido. Muito querido é você.

  10. Segurando as lágrimas no trabalho…
    Post mais do que bem vindo e emocionante.
    Engraçado,algumas vezes isso também aconteceu comigo…e não há nada melhor .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s