Vai doer, mas é bom

Para ler ouvindo If I Needed You – Dashboard Confessional.

Crianças, saiam da sala. Se não estão acostumadas com a verdade, é melhor não continuarem. Pois eu tenho um recado a dar: as coisas não vão melhorar. Não vai ficar tudo bem. As coisas só tendem a piorar. Mais responsabilidade, menos tempo, menos dinheiro e mais dor de cabeça. Passar na faculdade é o de menos. Espere até tentar arranjar um emprego. Depois, tente arranjar um que te satisfaça. Ah, as mentiras que nos contam.

Mas calma. Não se desespere. Vai ser uma merda, mas vai ser divertido pra cacete também. Vai ser difícil, mas vai valer a pena. A vida de adulto é um saco, mas é sensacional. Porque, no final das contas, é sim uma aventura. Crescer dói e não é fácil. Mas quem disse que não pode ser legal assim também?

Não ouça tudo o que dizem, mas aprenda a reconhecer conselhos valiosos. Os que perceber não serem de muita utilidade, balance a cabeça em tom afirmativo e ignore-os. Mesmo que venham dos seus pais. Porém, entenda que eles já viveram mais do que você e, vez ou outra [OK, muitas vezes], dizem coisas coerentes. Mas não sempre. Releve. Você também faz isso. Aprenda a reconhecer seus pais em você e retenha o que é bom. Sempre. De onde vier. Não tenha medo de assumir algo que você concorda. Seja sincero com você mesmo, acima de tudo.

Chore mesmo. Se desespere e enlouqueça. Mas se recomponha. Aprenda que você não vai mudar o mundo e que você mudar de idéia não tem problema. Mas seja fiel ao que acredita. Precisamos dos que sonham. Assim como precisamos dos realistas. Um pouco de cada não faz mal a ninguém, mas não tome muito gosto por nenhum dos dois. Você não vai querer passar a vida sonhando, assim como não vai querer deixar de acreditar que as coisas podem melhorar. Mesmo sabendo que, muitas vezes, não vão.

Ouça mais música de olhos fechados. Não tenha vergonha de quem você é e do que você gosta. Dane-se se é brega ou se vão te zoar. Quem sabe de você é você. Mas lembre-se que muitos só querem ajudar.

Acho que, resumindo, o segredo é saber o tempo certo das coisas. Já foi escrito, não é nada novo. Há tempo pra gritar, tempo para silenciar, tempo para ouvir, tempo para reclamar, tempo para enlouquecer, tempo para ter razão, tempo para perdê-la. Tempo de ganhar, tempo de deixar ir, tempo de segurar, tempo de guerrear e tempo de fazer amor. Há tempo para ficar sozinho, para ficar junto, para xingar, para pedir desculpa e para abraçar. Tem tempo pra tudo, cara. Até tempo de fazer as coisas fora do tempo, deve existir, não sei. Gosto de pensar que sim. Por isso, aprenda o tempo das coisas. Pois não há muito tempo.

Anúncios

7 Respostas para “Vai doer, mas é bom

  1. Chorei.
    Pela música, pelas palavras e por tudo o que me fez pensar…
    Poucas coisas me fazem derramar lágrimas, Ga.

    Obrigada!
    =)

  2. Ga, curti pacas.
    Curto textos assim, li e me deliciei!
    Curto olhar pra dentro de mim… reavaliar
    Abs

  3. “Vai doer mas é bom” is the new “Filtro solar”.

    Brincadeiras a parte, texto foda. Não consigo imaginar um jeito mais leve de falar muitas verdades que quase todo mundo ignora.

    Favoritado para referências futuras (principalmente durante crises existenciais que, vira e mexe, popam nos nossos IMs).

    Muito obrigado.

  4. Pingback: ah, as mentiras que nos contam.. at a pleasure delayer

  5. Pingback: 5 coisas que nunca tinha feito… « Epic Shit

  6. Pingback: um recado pra 2011 « rangendo dente

  7. Pingback: Lendo: “vai doer, mas é bom”, por Louback | implosão do sentido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s