Quando eu era moleque…

…de vez em quando chamavam a minha mãe no colégio, para uma conversinha.
Era sempre mais ou menos assim:

– olha, o Gabriel é um ótimo aluno. só tem notas boas e é muito inteligente. mas….
– é, eu sei. sempre tem um “mas” com ele.
– …mas ele fala demais.
– e eu não sei?! vivo falando isso pra ele! “tem que falar menos, Gá!”
– então, como eu dizia, ele conversa muito durante as aulas.
– ai, esse gabriel, viu?! é fogo!!
– dona Rose…
– oi.
– então, além de falar muito, ele é muito bagunceiro. incita discussão na classe, enfrenta os professores…
– enfrenta como?
– ah, desafiando, questionando, tudo quer saber o porque, quem é que disse aquilo, como é que a professora sabe e pode provar. desafia a professora a provar que ela sabe mesmo a matéria e que merece estar ali, ensinando aos alunos. [nessa hora, dona Rose tentava disfarçar o sorrisinho no canto da boca] além disso, como falei, ele conversa muito, mas as notas são excelentes. o problema é que atrapalha no rendimento dos amigos e não o dele! ele é também um pouco, para não dizer muito, indisciplinado. tem dificuldade com autoridade e em receber ordens.
– sei, pensava dona Rose, sabendo de onde tudo isso vinha.

Anúncios

3 Respostas para “Quando eu era moleque…

  1. vai… fala aí…

    inteligente, boas notas, curioso, questionador, espertinho… faltou dizer o famoso “gordinho charmoso”.

  2. Eita Gabriel!!!
    srsrs =J

  3. Hum…coisas de DNA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s