Mil pedaços

“Talvez eu não consiga fazer diferente. Minha natureza será a minha destruição”, sentenciou, ao perceber que o inevitável possui esse nome por um bom motivo. Tinha a consciência que só perceberia seu erro em um futuro, próximo, e que as escolhas atuais [já no passado, quando descobrir] haviam acabado com ele.

Com medo de ter que tomar uma decisão drástica, achou melhor não quebrar o biscoito da sorte… sentiu-se em pedaços.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s