Wilson Polanski [ou Roman Simonal]

A idéia do texto é comparar o caso do Polanski com o do Wilson Simonal.

Veja bem. O diretor renomado Roman Polanski não pode entrar nos EUA pois é acusado de pedofilia. Um caso que ocorreu há uns 30 anos. Mas tem gente dizendo que deveriam pegar leve com o cara, já que ele é um renomado diretor de cinema e que isso foi há muito tempo. A guria, que tinha 13 anos na época, já está com seus 40 e tantos. Houve quem usasse como argumento o fato dela, na época, não ser mais virgem, já ter usado os mesmos entorpecentes que na noite em que teve sexo vaginal [e anal] com o Polanski e que mãe da menina sabia para onde levava a filha. Esse tipo de argumento, para mim, é igual decidir quem vai namorar uma garota só porque disse: “Eu vi primeiro”. Quer dizer que se eu levar meu filho na bocada, pra comprar cocaína e ele já tiver usado, então tudo bem? Pelamor… mas enfim, prossigamos.

Não acho que deva existir dois pesos, duas medidas. Só porque o cara é influente e renomado diretor [e velhinho], então deixa pra lá. Mas já que a sociedade quer agir assim, vamos pegar o caso do Wilson Simonal, por exemplo. Há uma corrente que acusa o cantor ter delatado colegas na Ditadura Militar. Mas há outra corrente que o defende, inclusive o próprio Simonal, que quando morreu, em 2000, ainda tentava provar sua inocência.

Mas não vejo ninguém dizendo: “Poxa, deixa pra lá. O caso foi há tanto tempo… nem vale mais a pena. O cara já tá velhinho e, quer dizer, já morreu e nem vale mais a pena tocar nesse assunto”.

Sinceramente, não sei o motivo. Vai ter gente dizendo que é porque o Simonal é brasileiro e como o Polanski é gringo, passa a ser cool defendê-lo. Não duvido se alguns se levantarem afirmando que isso é puro racismo, já que um é diretor franco-polonês e o outro é a cara do Brasil.

Querem deixar o caso do Polanski pra lá? OK, façam isso. Acharei um absurdo e não concordo. Mas que pelo menos a classe média pseudo-intelectual, defensora do diretor de cinema renomado, seja coerente e pare de encher também o saco da família Simonal.
______________

UPDATE: nunca fui a favor dos delatores da Ditadura. Quando estudava o período no colégio, passava raiva só de pensar que alguém era capaz de caguetar os colegas. Não defendo o Simonal, assim como não defendo o Polanski. O caso do Simonal é mais complicado, visto que não há um consenso sobre o ato praticado pelo cantor. No entanto, fico mais revoltado ainda em ver uma sociedade incoerente em seus princípios.

o texto da Gabi traduz tudo o que penso.

Anúncios

2 Respostas para “Wilson Polanski [ou Roman Simonal]

  1. Pow, eu concordo plenamente com a questão do Polanski. Independente de quem seja ele deve ser julgado e até o próprio Polanki confessou o crime o que não dá margem legal para o crime ser prescrito então nada mais justo do que o camarada cumprir a pena dele.

    Quanto a questão dos delatores na ditadura, eu acho que a coisa já mais complicada. Só pelos atos de violência que eram praticados nas torturas às vezes é desumano achar que todo mundo ia conseguir manter a boca fechada. Eu acho que faz parte das fraquezas humanas, muita gente deve ter falado por medo de morrer.

  2. Esse texto da Gancia também me levou a altos níveis de nervoso. Tipo: tudo bem um tiozão de 40 anos transar com uma menina de 13 só porque ela já tinha transado com outro cara antes? Oi? Ai, ai. Ando cada dia mais chegada no feminismo…
    Bjo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s