Doce lembrança

Quem acompanha esse espaço sabe que leio um blog chamado PostSecret. A ideia: pessoas mandarem cartões postais com algum segredo pessoal. Simples e bonito. Já faz um bom tempo que acompanho e sempre achei legal como ele, de fato, conseguia ajudar as pessoas. Até que aconteceu comigo.

Perdi meu sogro no dia 8 de novembro. Era como um pai para mim. Claro que, infelizmente, só fui descobrir isso depois de perdê-lo. De sentir uma dor e uma ausência que nunca imaginei ser possível. Perdi meu avô quando tinha 12 anos, mas dessa vez foi diferente. Está sendo diferente. Um pouco desse sentimento escrevi aqui, mas o que mais dói é aquilo que a gente não consegue explicar, só sentir.

Então estava lendo o PostSecret de ontem e me deparei com isso [a tradução é minha]:

—–Email Message and picture—–

Frank,

My father, who I was very close to, passed away when I was 21 very suddenly and unexpectedly. 2 years later I met the man of my dreams and could not imagine getting married without my dad there.

[meu pai, de quem eu era muito próxima, faleceu quando eu tinha 21 anos, de forma inesperada e muito rápida. 2 anos depois conheci o homem dos meus sonhos e não pude me imaginar casando sem que meu pai estivesse lá]

To this day, whenever anyone asks me who walked me down the aisle the true and honest answer is: “My dad did”.

[desde então, toda vez que alguém me pergunta quem entrou na igreja comigo, a resposta verdadeira e mais honesta é: “Meu pai entrou”]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Maybe someone else out there will find this to be a small comfort during the sadness of not having their dad.

[talvez alguém por aí encontre nisso um pequeno conforto, durante a tristeza de não ter seu pai]

—–End Message—–

Não sei o nome dela. Gostaria de saber, para escrever agradecendo-a. Não sei explicar como um pequeno texto desse e a foto trazem conforto a alguém. Não dá pra explicaro como, só dizer que é possível. O fato é que, ao ler isso, chorei junto com ela. Acho que é uma coisa humana, da gente se ‘encontrar’ na miséria e ter compaixão, um do outro, não sei. Também não sei o que é perder um pai, apesar de hoje, infelizmente, conseguir imaginar isso.

Porém, se ela conseguiu ir em frente, compartilhar isso em um blog, de forma tão bonita e singela, acredito que eu consiga, um dia também, olhar para trás e ver que a dor virou uma doce lembrança. Assim espero.

Anúncios

6 Respostas para “Doce lembrança

  1. tb acompanho o post secret e às vezes (muitas vezes na verdade) fico tocada com a sensibilidade que as pessoas conseguem expor seus medos, anseios e segredos em geral.

    espero que você, assim como ela, consiga transformar a dor da ausência em uma saudade suave…

  2. conversamos tanto sobre essa coisa da morte, do valor, do sofrimento, do pesar…

    acho que as boas lembranças, que são uma das coisa que mais me movem todo dia, vão ser o grande antídoto…

  3. hoje, talvez a angustia seja um pouco maior que a saudade. Mas eu oro pra que chegue logo o dia em que a angustia vai diminuir, e vai fica soh a saudade. E que esse periodo seja intercalado sempre por dias daquela paz que vai alem do nosso entendimento.
    um beijo!

  4. Esse site me parece interessante. Perdi minha avó aos dez anos. Havia sido triste, muito triste, visto que ela era a pessoa que eu mais amava no mundo, a que me alfabetizou, a que me ensinou a ler e gostar de literatura, que me ensinou a gostar de algo que realmente tem algum sentido pra mim hoje em dia.
    Sinto muito a falta dela e sinto bastante por você, por ter “perdido”, como se fosse algo que realmente encontraremos daqui à pouco, o teu sogro, que chegou a considerar como pai. É ruim mesmo perder quem amamos, pessoas diversas, que vão embora, que dizem adeus de uma hora para outra, que se despedem sem nem notarmos.
    É triste e não há consolo sólido, fundamental.
    Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s