Pretexto

João tem 33 anos e mora no Jd Irene, o mesmo bairro do Cafu, lembra? 100% Jd Irene. Ele estava varrendo a calçada de um dos prédios da rua e, a princípio, não queria muito que eu fizesse a foto dele. Ficou desconfiado, perguntou pelo menos três vezes “Mas tá tirando as fotos por que? Pra que?” e foi difícil dar uma resposta que o convencesse.

Desisti de tentar persuadi-lo com uma resposta que pudesse flexibilizar sua vontade e simplesmente fui sincero: Só estou tirando fotos do pessoal do bairro. Pra mim. Por nada. Não sei.

“Não sei.” Mentira. Quando comecei a fotografar essa galera do bairro achei que dizer “Estou fazendo fotos do pessoal do bairro, posso fazer uma sua?” fosse o pretexto para conseguir os cliques. Descobri que os próprios cliques é que são um pretexto que uso para conhecer mais dessas pessoas que vejo quase todo dia mas não sei quem são, nem o nome sei.

Esse aí de cima é o João, 33 anos, do Jd Irene, que ficou intrigado por eu usar uma câmera de filme e também pelo fato de ainda existir quem espere dias para ver como ficou uma foto.

Anúncios

2 Respostas para “Pretexto

  1. Apesar da desconfiança do fotografado, aí é que está a beleza da vida – essa espera de revelação – mesmo que de uma foto. Somos arcaicos em nossa simplicidade. Mas eternos.

  2. Eu deveria fazer o mesmo por aqui. Pelas histórias e pelos cliques.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s