Podia ser pior… você podia ser seu amigo

A melhor coisa de se ter amigos é o compartilhar de histórias. Você poder contar as suas pendengas, frustrações e inseguranças, tendo como retorno histórias deles sobre os mesmos temas, criando laços profundos de intimidade e respeito. A minha sorte é que tenho amigos que confiam em mim e contam histórias piores que as minhas. Para mim, é a coisa mais bela em uma amizade: saber que podia ser pior. Você podia ser seu amigo.

Pegue, por exemplo, a minha famigerada condição de “Zé Noinha”. O próprio nome já diz e em um momento de metalinguagem inception, é claro que vou explicar: é o cara que sempre desconfia. Não é ser cabreiro ou até mesmo desconfiado. O Zé Noinha (eu) sempre acha que o outro pode não ter entendido direito o que disse, entendido errado, que o comentário de alguém sobre você queria dizer algo mais do que o simplesmente dito, que uma coincidência não poderia ser coincidência.

Contando histórias de como sou assim, uma amiga relatou o seguinte: sua terapeuta avisou que sairia de férias. Ela postou isso no Facebook e os comentários que surgiram a partir dali eram todos do tipo “Ih, lembra que marcamos aquela saída? Vou ter que cancelar”. Todos. Inclusive o de um cara que ela tinha saído e que haviam marcado de sair novamente, que comentou: “hum… surgiu um imprevisto”.

Esse foi um dia emblemático em minha vida, nunca esquecerei (mesmo porque foi semana passada). Ela me contou sua reação: “Mano, levei um balão pelo Facebook… pelo Facebook!” Esse é o Zé Noinha saudável, que passa alguma vergonha por pensar coisas assim, mas beleza. Só fica noiado e enchendo o saco de todo mundo sobre o assunto. E é por isso que os amigos são tão importantes na nossa vida: para mostrarem que são piores que você.

Essa amiga, até então, não tinha escrito mais nada nos comentários dos amigos desmarcando coisas (lembre-se, todos!). O comentário dele (“surgiu um imprevisto”) foi postado 19h02. Às 19h10 é possível ver o que ela postou: ?. Isso, apenas uma interrogação, como quem diz: “Como assim?! Que imprevisto?? Você está me dando um balão pelo Facebook???”

Claramente essa amiga é (está?) perturbada, por mais que berre comigo “EU NÃO SOU PERTURBADA!!!”, só confirmando minha teoria. Mas mesmo assim, ela passou do meu nível Zé Noinha. Sem meus amigos, sofreria com algumas coisas para o resto da vida. Mas da próxima vez em que eu sofrer com algo porque minha imaginação foi além do real, terei sempre como parâmetro essa história, me confortando como um cobertor quentinho e gostoso em um dia de chuva e frio, trazendo um chocolate quente de brinde e dizendo: “Viu, Gá? Podia ser pior… lembra da história da sua amiga? Hehehe” e conseguirei dormir em paz.

Anúncios

3 Respostas para “Podia ser pior… você podia ser seu amigo

  1. Gente, que amiga perturbada essa sua!

  2. tendi porra nenhuma mano

  3. Ter amigos por perto sempre nos salva de muitas encrencas e enrascadas…
    E as histórias deles sempre nos lembrar que poderia ser pior, bem pior!

    Boa citação…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s